Infelizmente o nosso site não funciona neste browser. Por favor, atualize-o para uma versão mais recente.

A Humana oferece FRETE GRÁTIS nas compras acima de R$ 100,00
Sobrevidas

Sobrevidas

Abdulrazak Gurnah
tipo livro
estado novo
capa comum
editora Companhia das Letras
ano de publicação 2022
categoria(s) Ficção
subcategoria(s) Literatura africana, Romance
número de páginas 336
peso 471g
dimensões 21cm / 14cm / 2cm
falta temporária
No momento este item está em falta. Convidamos você a entrar em contato para avaliarmos a encomenda do que você deseja. Fone/WhatsApp: 49 3316-4566 / Instagram: @humanasebolivraria / E-mail: humanasebolivraria@gmail.com.

descrição

Do vencedor do prêmio Nobel de literatura, um romance arrebatador que tem como pano de fundo os efeitos brutais do colonialismo na África Oriental.

Deutsch-Ostafrika, início do século XX. Os colonizadores avançam violentamente pela África, dizimando povos e impondo regras e costumes. No litoral do oceano Índico, Khalifa e Asha estão tentando ter o primeiro filho e logo conhecem Ilyas, que chega à cidade para trabalhar. Ainda menino, ele fora raptado por um askari das tropas coloniais e anos depois descobre que os pais morreram e que sua irmã, Afiya, está vivendo em condições deploráveis. Já Hamza chega em busca de emprego e segurança e lá acaba se apaixonando por Afiya. Num período de lembranças traumáticas, ele integrara a Schutztruppe, lutando contra o próprio povo ao lado dos colonizadores.

Neste romance magistral, Abdulrazak Gurnah joga luz sobre as consequências devastadoras da opressão e do colonialismo sobre todo um continente. Enquanto os personagens vivem, trabalham e se apaixonam, pairam sobre eles o fantasma da guerra e a possibilidade de que novos combates arrasem a vida de todos mais uma vez.

"Um relato compassivo do que há de incomum nas vidas comuns, Sobrevidas combina uma narrativa apaixonante com uma prosa cuja rara precisão emocional confirma o lugar de Gurnah entre os mais destacados estilistas da literatura inglesa contemporânea." – Evening Standard

voltar à tela anterior